sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Drama do Dia

Comprei uma flanela azul escura, bonitinha. Um conjunto de confetti de plástico, em forma de estrela, ainda mais bonitinho, cujas estrelas colei na dita. Tudo isto para fazer um céu estrelado para o presépio. O drama mesmo é como pendurar o céu à parede, sem a esburacar (até porque o meu jeitinho para pregar é nulo - eu e as minhas idéias...)

E como este post serve também para mudar de banda sonora - já nem eu aguentava, quanto mais vós - uma das minhas músicas da Disney (e de sempre) preferidas, do filme Pinocchio.


Cliff Edwards - When you wish upon a star

9 comentários:

Helena de Tróia disse...

Ola! sou uma leitora recente deste local mas já o tornei indispensável. um blog sensível e elegante, textos com graça..enfim, um espaço de muito bom gosto!Parabéns!:-)

Carlota disse...

Oi Pedro espero que esteja td bem ctg. uma boa solução para a flanela: não me lembro o nome, mas é da UHU, tipo plasticina, de cor amarela )não deixa marcas na parede como uma azul que havia antigamente) e segura bem na parede. Experimenta, pode ser que dê!
Beijinho

Pedro disse...

Olá Helena (de Tróia, ainda por mais). Obrigado pelas palavras simpáticas - o resto já lhe disse no seu blog! Bem-vinda!

Carlota:

Nem de propósito, hoje falaram-me disso mesmo! Vou experimentar!

Diabba disse...

Eu até te podia dar a solução (que não envolve "plasticina amarela" com os riscos inerentes à cor - espero que a tua parede seja amarela hihihihi), bom como ia dizendo, eu até te podia dar a solução, mas... não há bolinhos?? não há soluçãozinha!

enxofre natalino

Mad disse...

Não podes pôr uma armação qualquer encostada à parede e cobrir o pano com ela? Um tabuleiro grande em pé, uma jarra grande, até uma gaveta vazia, se quiseres que seja grande. Eu tinha esse problema todos os anos e acabei por fazer um quadrado de madeira fininha com pés.

Bj.

Pedro disse...

Diabba, Diabbinha, passámos das pragas à chantagem?!? Funf! Pois, sem dentes e sobretudo sem mãozinhas, não há bolachinhas, não é?
E já agora, que me está a fazer espécie... aí em casa faz-se o presépio?!?! [entre-dentes]Já não se fazem Diabbas como antigamente... coff coff


Mad: Obrigado! A rede é uma óptima idéia, até mesmo para modelar os montinhos (sim, agora sinto-me iluminado: todo um manancial de hipóteses se abriu à minha frente!). Mas penso já ter resolvido a questão com Tesa Strips - imensas, que o céu tem de durar até dia de Reis!

Teresa disse...

Com tanta sugestão boa já não preciso de dar palpites.

Queremos fotografias do resultado final.

Diabba disse...

Claro que se faz presépio!!
Tem lá a mamã diabba, o papá diabbo e a diabbita-minorca, tudo com uns lindo e reluzentos chifres, mas não estão num estábulo (blérghhh), é uma linda alcova de veludo vermelho! roi-te!

enxofre natalino

Pedro disse...

LOLOLOL