domingo, 12 de abril de 2009

Páscoa

Sem ser, este é, para mim, o melhor poema sobre a Páscoa.






Da Condição Humana

Todos sofremos.
O mesmo ferro oculto
Nos rasga e nos estilhaça a carne exposta
O mesmo sal nos queima os olhos vivos.
Em todos dorme
A humanidade que nos foi imposta.
Onde nos encontramos, divergimos.
É por sermos iguais que nos esquecemos
Que foi do mesmo sangue,
Que foi do mesmo ventre que surgimos.


Ary dos Santos, in 'Liturgia do Sangue'

5 comentários:

David Crockett disse...

Que Deus nos perdoe a "cegueira"!!

Um bj do meio do coração.

Adão disse...

Será esta a verdade?

Only Words disse...

Bom, muito bom mesmo ;) É tão verdade esses esquecimento de quem somos! ;)

JS disse...

Lindissimo.

Pedro disse...

David: até porque não haverá outra ressureição, senão a de nós próprios.

Adão: talvez seja um dos caminhos.

Only: e que nos afastam dos caminhos direitos.

JS: não podia deixar de o partilhar, hoje.