sexta-feira, 19 de junho de 2009

The Little Princess ou o prometido é devido

Ainda a propósito de contos infantis e literatura juvenil, depois de começar no Babar, passar pelo Petzi (algum Astérix e Tintin), passei para alguns clássicos. Grande parte dos livros que me vieram parar às mãos, foram-no ou da Avó, ou da Mãe - a famosa Colecção Azul. Entre eles, um que me marcou bastante - The Little Princess, de Frances Burnett. A blogoesfera já falou dele antes de mim aqui; aqui e novamente aqui. Mal poderia eu adivinhar, que o meu interesse pelo final do século XIX seria tanto do meu agrado (por razões que não cabem aqui).
À Teresa e à J., o prometido é devido - aqui fica a capa do livro que herdei - a data anda perto da que havia dito, sendo de 1956 e a 4ª edição, pela Casa do Livro Editora.
Curiosamente, o que eu não sabia e fiquei a saber numa ida a uma grande superfície, é que tinha já havido um filme (a mini-série da BBC tenho uma vaga recordação), de 1939, com a menina prodígio (houve quem dissesse que era uma adulta anã), Shirley Temple (há qualquer coisa de Baby Jane - de quem falarei noutro post - nela, não há?). Trouxe-o comigo, pela módica quantia de 3 euros (ainda por edição dupla, com um outro filme...)
Podem ver todo o filme aqui. Deixo-vos uma das minhas cenas preferidas: quando o pai de Sara se despede, para ir para África, comandar as tropas inglesas naquela que ficou conhecida como a Guerra dos Boers. Mas enquanto no livro o pai não volta, o final cinematográfico é bastante diferente...


10 comentários:

T disse...

Adoro esse lindo e essa autora. Linda evocação:) Beijos.

ana disse...

tanbém tenho :)

Formiguita Bipolar disse...

O livro não me lembro de ter lido; quanto ao filme vi-o na infância e revi-o bem recentemente, se não estou em erro na RTP-Memória.

David disse...

Se tiver folhas soltas ainda melhor... Adoro livros amarelos do tempo...

RC disse...

Voltei.

Helena de Tróia disse...

Também eu herdei alguns dos famosos livros da colecção Azul! Ainda hoje adoro os "Desastres de Sofia" da Condessa de Segur!

Adão disse...

Não conheço :s

Pedro disse...

Estou a ver que muita gente tem boas recordações da Colecção Azul. A pousada do Anjo da Guarda, alguém se lembra?

Almofariza disse...

Hummm, obrigada por me ter feito recordar este livro.

Li todos os livros da Colecção Azul que estavam disponiveis na carrinha da biblioteca itinerante que passava pela minha freguesia uma vez por mês.

Chateei tanto, mas tanto, a minha mãe que a convenci que queria este mesmo livro, o " Brás" e o "Paulo e Virginia" como oferta de natal e aniversário( porque infelizmente, ou não, faço anos muito perto do Natal e não podia ter 2 prendas).
Foi uma das melhores prendas de Natal que recebi, e talvez aquela que recordo com mais carinho.

Já depois de Licenciada e a trabalhar, e quando já não tinha necessidade de fazer muitas contas à vida, entrei numa livraria e comprei todos os livros que havia da Coleçção Azul, estão guardados na estante para que, e julgo que já falta muito pouco, os oferecer à minha filha.

Desculpe a extenção do comentário, mas é que realmente senti uma nostalgiazinha

Almofariza

Pedro disse...

Almofariza:

Eu é que agradeço esta sua história. É incrível como tanta gente se recorda. (e a casa é sua, é tão bom quando chegamos assim às pessoas! :) )

Esperemos que a filhota os dê um dia à filhota dela!