sábado, 9 de outubro de 2010

Fosse eu supersticioso

e não acharia grande graça à agência funerária que vai ficar mesmo por baixo do meu prédio. Mas, no final de contas, não é mais do que um upgrade; o espaço comercial anterior era uma loja de colchões que apregoava milagres no que respeita ao descanso; agora é um espaço destinado ao próprio do descanso eterno.

3 comentários:

David disse...

Os clientes, quer duma quer doutra, vão todos de costas!

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

Tulipa disse...

Olha, ontem quando cheguei a casa tinha um folheto de publicidade de uma agência funerária e fiz o mesmo raciocínio... :) é a vida, ter que lidar com a morte.

David disse...

Isso é porque nunca moraram ao lado do cemitério. Só eu e G. compreendemos.