terça-feira, 1 de março de 2011

Percebemos que de facto não há nada a fazer

e que as pessoas são mesmo tolinhas, quando em vez de se unirem contra a precaridade da sua situação profissional inexistente e reclamar o seu direito a um trabalho a quem tem resposabilidade nisso (a começar em si próprios) decidem atacar a Isabel Stilwell, que apenas põe ao de leve o dedo na ferida. O que me leva a achar que a tia mansa do outro é a própria da Isabel.

(mas só eu é que tive um pai no Ultramar?)

(e antes que comecem com merdas, deixem-me dizer-vos que para o mês que vem vou estar sem remuneração. Mas o único responsável da situação sou eu, bem como de conseguir outras formas de remuneração.)

2 comentários:

Meio Cheio disse...

As pessoas estão regra geral mais ocupadas a reclamar (sentadas) do que a fazer algo para mudar...pois é algoq eu dá trabalho e é isso que elas evitam a todo o custo. Ando à semanas a marcar entrevistas para ninguém aparecer ou para aparecerem e dizerem logo: "não me vão aceitar não é? mais vale carimbarem já o meu papel do fundo de desemprego, assim nem tenho que fazer a entrevista" --'
Ai a falta de vontade do povo cansa-me!
Boa semana =)
(sim...refilo imenso xD)

Poetic GIRL disse...

estou tão cansada de só ouvir reclamações de alminhas que passam o dia de braços cruzados... e que tal fazerem-se à vida em vez de desperdiçarem energias a criticar os outros? beijocas