quinta-feira, 3 de maio de 2012

Decisions, decisions...

Imaginemos que trabalhava numa grande empresa, cujo departamento de Comunicação era responsável pela produção de folhetos informativos. E que esses folhetos eram divulgados em simultâneo para todos os colaboradores e que por duas vezes os folhetos apresentavam gralhas, das quais acabavas por dar conta ao teu superior, visto ter sido quem divulgou o folheto. À terceira vez que isso acontecesse, irias passar novamente pelo maluquinho das gralhas ou fechavas os olhos e esperavas que alguém desse pelo erro?

11 comentários:

Mystic disse...

Eu diria. Um maluquinho das gralhas é sempre bom ter em qualquer equipa de trabalho! :)
(desculpa a invasão)

Cristina disse...

Eu falava... se as pessoas trabalham num departamento de comunicação, deviam saber comunicar... é para isso que lhes pagam!

trollofthenorth disse...

Eish...se me ponho a falar disso...Digamos que a empresa onde trabalho é líder de mercado no seu segmento. Digamos que a área onde me movo exige constantes folhetos internos e para clientes. Digamos ainda que, depois de passarem por um departamento interno de marketing e whatever chegam constantemente com gralhas. Já deixei de reclamar. Nunca hão-de rolar cabeças.

Raquel Fernandes disse...

Been there and done that. Acabam por pagar uns pelos outros. É chato chamar o superior à atenção mas depois a incompetência pode-se espelhar numa equipa inteira. Go for it!

Pedro disse...

Eu disse imaginemos - não há grande empresa, nem departamento de comunicação. Mas penso que isso não seja desculpa, apesar de ser naturalíssimo haver gralhas. Eu não quero que rolem cabeças, o que eu quero é não passar por maluquinho das gralhas :)

trollofthenorth disse...

Mas quando a diferença entre os que fazem a merda e assobiam para o ar, e tu que até reparas e tal, se cifra em 1000 euros...a mim chateia-me. :)

Isa disse...

gralhas nos folhetos dá mau aspeto, vai fundo. ou oferece-te, ou a alguém, para rever o texto antes de sair. nao é chatear o chefe, é zelar pela imagem da empresa ;)

Pedro disse...

E com toda a razão. Mas também o brio profissional devia de ser independente do salário ;)

GuessWho disse...

Insiste! Eu insistia :) e passava também por maluquinha das gralhas mas paciência...

Agridoce disse...

Eu corro o risco de passar por maluquinha das gralhas (ainda hoje chamei a atenção de uma coisa que estava mal numa comunicação que não tinha nada a ver comigo...). Mas prefiro assim! E até gosto que as pessoas saibam que podem contar comigo para detectar a mínima falha, a falta de um ponto final, ou um texto desalinhado 1 milímetro :)

patriciaruivo disse...

o meu voto vai para: ser maluquinho das gralhas. expressa-te. liberta-te o corrector que há em ti!