quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Dos desenhos animados

Estão a imaginar aqueles balões de pensamento que saem das cabeças dos desenhos animados? Agora imaginem o que era se as outras pessoas conseguissem ler esses balões. Não seria lá muito agradável, pois não?
O que é certo, é que a senhora gorda que se sentou ao meu lado sentiu necessidade de se explicar: - Ai desculpe, mas sabe, eu não gosto de ir de costas (estava sentada num lugar em que ia de costas). De qualquer forma, achei que o melhor era tirar o livro da pasta e pôr o ar de quem estou muito embrenhado na leitura. E não pensar em nada...

14 comentários:

Margarida disse...

Eu já inventei essa desculpa, mas o gajo com quem eu ia era bem giro e valia a pena a humiliação de ele me trocar pelo "a Bola"
:(

Pedro disse...

É curioso, sempre te imaginei gorda. Mas não deves ser.

Margarida disse...

Deixa lá... sempre te imaginei giro...


:P


(mas não deve ser)

Pedro disse...

Realmente, és mesmo criativa, as coisas que te passam pela cabeça!

F. disse...

Metro? Autocarro? Been there e tenho umas boas histórias para partilhar e uma longa lista de cromos :)

teresa disse...

Hummm... parece que há um filme com o Mel Gibson em que a personagem tem a capacidade de ler pensamentos, se não estou em erro só de personagens femininas.
A senhora só quis provavelmente mostrar que não se tratava de nada de pessoal:)

Adão disse...

Ui Ui, seu D. Juan! LOL Pois... por vezes estamos calados que nem ratos... mas as nossas expressões faciais denunciam-nos sem demoras... Pelo menos isso acontece-me :PPPPP LOL

Pedro disse...

F.: autocarro. Acho que se consegue ter mais histórias que no metro!

teresa: não vi o filme. E claro que sim, mas já se preparava para começar a falar da espondilose ou de outra maleita qualquer. O livro foi o trunfo para que percebesse definitivamente que não estava nem aí.

Adão: ãh?!? D. Juan? A senhora só se quis justificar, e eu já me estava a imaginar completamente esmagado de encontro o vidro!

Only Words disse...

....e eu que perco essas oportunidades todos os dias???

Noiva Judia disse...

Não há pachorra para essas pessoas que sentem neccesidade de justificar cada acto. Ou então que começam logo a contar toda a sua vida desde pequenina...

Vekiki disse...

Desculpa...eu também gosto de imaginar esses balões por cima das cabeças quando algumas pessoas falam! E rio-me para dentro...e para fora :)

Pedro disse...

Only: há que andar mais de transportes públicos ;)

Noiva: um livro é a melhor arma de arremesso ;)

Vekiki: o problema é que se me rio para fora...

Formiguita Bipolar disse...

Não, agradável não era, mas o facto é que há pessoas tão previsíveis que dá para adivinhar a 1km de distância o que lhes passa pela cabeça quando fazem certas expressões!

Em relação às justificações, pior do que dá-las (ou pelo menos tão mau como isso) é ficar a recriminar-se depois de o fazer.

And then again, o que seria dos filmes de comédia sem cenas dessas no dia-a-dia, para se adaptarem posteriormente para a ficção?

:)

Pedro disse...

Formiguita: eu sou uma dessas pessoas :)