domingo, 22 de fevereiro de 2009

Mostrem-mos V

Hoje é a vez do Adão que, como a Cora, se lembrou de fotografar todos os porta-chaves que tem. A minha questão é: onde é que ele carrega tanta chave?, mas isso é outra conversa.




Ora temos o porta-chaves castanho (imitação de pele, mas como foi oferta da marca do carro, (que por sinal é uma marca que gosto - relativamente naquilo que gosto de carros - frase obviamente roubada à minha querida Natália Correia, já vos aqui trouxe de onde) vá, disfarça. Tem a vantagem de trazer consigo o número de telefone, suponho das avarias, o que dá sempre jeito. Mais não seja para combinar um café com quem está do outro lado da linha.

As chaves de casa estão no porta-chaves de Nova Iorque, devidamente camuflado porque tem o seu nome gravado e o Adão não gosta de dar autógrafos.

Finalmente, as chaves do trabalho estão devidamente seguras com o porta-chaves que é uma fita azul (e por mais que eu aumente a imagem, não consigo ler o que as letras dizem. Mas dá para reparar que esse conjunto de chaves tem mais porta-chaves... um outro de Nova Iorque, mais pequeno e três daqueles normalíssimos, pretos, que permitem colocar umas etiquetas com o local a que se destinam. O que obviamente facilita imenso a vida aos ladrões, quando nos roubam as chaves.

Agora vem a parte difícil, que é escolher uma música para o Adão. Porque, tirando Amy Winehouse, os nossos gostos musicais são diametralmente opostos.


Decidi-me por Alanis Morisette. Não porque ache graça, mas porque me faz lembrar os meus tempos de liceu. E assim, já tem alguma coisa a ver comigo.



3 comentários:

Adão disse...

LOLOLOLOL Grande Descrição! Mas ficas já a saber, que as chaves com as "etiquetas" são do trabalho LOLOLOL Portanto é mesmo para facilitar a vida aos ladrões! LOLOLOL Em relação à maneira de como guardo as chaves... as do carro no bolso, as de casa na pasta, e as do trabalho, numa pasta, dentro de uma pasta, da pasta. LOLOL E sim, o número de telefone é das avarias... e não, não é para marcar café com ninguém! LOL

Pedro disse...

E as de casa quando não vais trabalhar, logo, não levas pasta?
Mas já se sabe como as avarias são, demoram tempo; não há nada como convidar para tomar café quem nos atendeu o telefonema...

Carlota disse...

Eheheh grandes teorias sim senhor

:D