sábado, 14 de fevereiro de 2009

Sou só eu...

... a gostar mais de molhos de flores embrulhados em papel pardo do que de ramalhetes de florista, envolvidos em crepes e laçarotes, ou há aí mais alguém?

17 comentários:

Adão disse...

Eu prefiro ferreros roché.

altar disse...

Há "prái" mais alguém, há sim senhor...

JS disse...

Eu só uma vez na vida recebi um ramo assim, um molho de varias flores embrulhadas em papel. No dia que fiz 16 anos, inesquecivel.

ana disse...

os meus presentes de natal este ano foram embrulhados em papel pardo. Em vez de laço uma fotografia de Lisboa a preto e branco.

Formiguita Bipolar disse...

Não, não és o único!

Eu prefiro-os mil vezes; e se tivermos em conta que grande parte das floristas faz ramos de muito mau gosto, prefiro ainda mais!

:)

Mulheka disse...

O Adão é que sabe!!!

Carlota disse...

Quanto mais simples, mais bonito :D

Only Words disse...

Margaridas "acariciadas" por papel pardo!

greenman disse...

Eu prefiro uma planta. Um ser vivo completo ao contrário de membros amputados de uma planta...

E também gosto mais de papel pardo... ou mesmo sem embrulho!!!

Pedro disse...

Adão e Mulheka: portanto apetece-vos algo... bom! Olhem a linha, meninos - as flores não devem ter tantas calorias...

Altares, Formiguita e Carlota: espero que os tenham recebido!

JS: inesquecível mesmo!

Ana: e que óptima ideia!

Only: com tanta exigência, temos de ser nós a ir comprá-los...

Greenman: Eu preferir, prefiro jardins, mas esses não tenho ninguém que me os ofereça.

Luís P. disse...

Subscreve-se! :)

Abraço

Will disse...

Sou adepto, confesso :)

F. disse...

Quanto mais simples, melhor. Assim como em muitas coisas da vida :)

Kapitão Kaus disse...

Eu também só gosto de ramos assim!

Aliás, quando os encomendo, e a florista se lembra de colocar laçarotes e afins, desfaz logo porque eu fico muito, muito, muito nervoso!

Abraço:)

Pedro disse...

Luís, Will, F. Kapitão: tudo gente de bom gosto, portanto!

Maria Manuela disse...

Não, não és...


:)

Pedro disse...

Maria Manuela: o que vale é que as pessoas de bom gosto vêm cá parar todas!