quinta-feira, 28 de maio de 2009

Se calhar...

não são tão bimbas assim. Se calhar, até me faz falta. Se calhar, foram o primeiro dos muitos indícios pelos quais terei de passar nos próximos trinta e três dias. Porque ao trigésimo quarto farei trinta. Trinta anos serão quantos farei.

E ontem tive mais um indício. Do género tête-a-tête com Deus, quando nos pisca sorridente o olho, sem ser para nos seduzir. Antes, para dizer, vai-te preparando, que nem sabes o que te espera!


Tive, às três da manhã, de pedir aos vizinhos para fazerem menos barulho. Os tais, recém-universitários, mas com ar de putos-do-secundário-do-género-dos-morangos-com-açúcar-mas-em-mau. Não que estivessem a fazer demasiado barulho, mas sim porque estavam a fazer demasiado barulho para as horas que eram.

E quando pressionei o botão da campaínha, senti que, naquele dedo, estava todo um prédio cheio de velhas chatas que reclamam por tudo e por nada e que a juventude está perdida, no meu tempo não era nada assim.


É oficial. Estou do outro lado da barricada. Um fosso enorme nos separa. Ainda que vista umas baggy jeans, umas t-shirts com uns ditos jocosos e calce uns Vans completamente rotos. Pior. Umas olheiras de todo o tamanho – mais do que é costume.


Por isso, caríssimos, uma pescada é o que eu sou. Porque, tal como ela, antes de o ser, já o era.

5 comentários:

Carlota disse...

Pedrocas, tás quase quase lá... a ultrapassar a barreira dos "intas" heheheh (daqui por 9meses sou eu ;))

Não estás nada do outro lado da barricada!!! Apenas porque pediste um pouco de juízo???
Quando estava no 3ªano da Univ. tambem tive que pedir encarecidamente às minhas vizinhas debaixo para "baixarem o volume"...
E tinha apenas 25 anitos!!!
Penso que um pouco de senso comum também é bom para pôr de novo os pés na terra...

(as olheiras penso que já são comuns a quem não disfruta todas as noites do belo do sono de beleza...)

EHehh fica bem!
Beijo

F. disse...

:D Ich bin ein pescada também. No worries. Os 30 trazem muita coisa boa. Digo eu a caminho dos 31.

Formiguita Bipolar disse...

O mesmo penso eu de mim quando vou à varanda com o meu ar ameaçador de isto-não-são-atitudes-próprias-para-se-ter-a-estas-horas e com o já clássico ainda-há-cafés-abertos-a-estas-horas.

Maria do Consultório disse...

Eu, a seis meses de completar os estupores dos 29, também tenho a mania que sou nova e visto coisas que-segundo mámãe- não devia. Também me mói muito o cérebro que os filhos dos outros me incomodem. Mas eles tocam clarinete? Hã? Então não te queixes!!(Com a pálpebra a tremelicar!)

Pedro disse...

Carlota: estou, mas não estou com medo. Só que, já que seja velho, não seja chato!

F.: Os 30 trazem, esperemos que os 31 também! ;)

Formiguita: isto o mal é o bairro alto estar a fechar às duas da manhã ;)

Maria: Pronto, ganhaste, leva lá o acordeão!