segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Estou farto de gente gorda

E dizeis-me vós: Pedro, isso não se diz, nem sequer se pensa. As pessoas gordas são pessoas como as outras. E são. Mas não é de excesso de peso que estou a falar. Que até podia, mas não me interessa. As pessoas gordas a que me refiro são as pessoas abrangentes. Aquelas pessoas que se colocam à porta do metro e não nos deixam sair, pois não se desviam nem para um lado nem para outro, deixando-nos como única alternativa passarmos por cima delas (já faltou mais); aquelas pessoas que ao conduzir não sabem muito bem em que faixa ir, se na delas, se na dos outros; aquelas pessoas que são capazes de demorar eternidades a fazer um pedido em qualquer balcão, mesmo estando uma fila gigantesca já formada atrás delas. Estou farto de gente gorda. Anafada. Com demasiada massa gorda, gordurosa no cérebro. E depois aquelas pessoas muito cheias de si mesmas, que se acham muito boazinhas, sempre dispostas a ajudar o próximo mas em seu proveito próprio, porque afinal de contas só pensam em si mesmas e na sua gordura e ainda assim continuam, claro está, os seres mais infelizes deste mundo. Já vos disse que estou farto, fartinho, de gente gorda?

8 comentários:

. Sofia . disse...

E eu a pensar que vinha aí um texto tipo MRP. Ainda bem que não. :)
De facto, essas pessoas enervam muito! Às vezes, dá mesmo vontade de lhes dizer umas quantas. Mas depois passamos por mal educados. Também não convém.

Cláudia disse...

Concordo contigo....
Eu contra mim falo, mas quando sei que vou sair na estação seguinte, fico à porta, quando isso não acontece, desvio-me para não atrapalhar ninguém!

Borboleta disse...

Era mandar essa gente toda uns tempos para Inglaterra!Não estou a brincar...Eles que experimentem ficar no meio do passeio a ocupar espaço, vão ter que levar com não sei quantos ingleses irritados.

David disse...

Lamento discordar... Eu sou dessas pessoas! Não ando a correr e quem tem pressa saísse de casa mais cedo!

Que culpa tenho que andem em cima da hora? Quem andem mal dispostos... Aconselho-vos a fazer o mesmo. Uma boa música no Mp3, mãos nos bolsos e andar nas calmas. É do melhor que há.

Beu, a Ruiva. disse...

E também outro tipo de gordos, aqueles que no supermercado andam com o carrinho das compras colado ás mãos e são incapazes de dar um passo até ao corredor seguinte para colocar o pacote de arroz ou de massa no belo do veículo, impedindo assim a passagem dos individuos que em passo de corrida(EU) fazem as suas compras, porque se querem despachar o mais rapido possivel ... Haja Deus.

MartaP. disse...

gostei da tua definição de 'gorda' :)

Pedro disse...

Beu, muitissimo bem lembrado :D

Nandita disse...

(eu antes que tudo vou admitir que só cá cheguei porque fui ao blog do Pipoco, e de lá dei por mim aqui, e depois vi o selo do take us to bruges e pensei "ah, blog de bom coração!")

Eu já achei de tudo, que essa gente é gorda, que essa gente é que sabe aproveitar o seu dia, sem úlceras nem crises de ansiedade... a verdade é que, na maior parte das vezes, acabo a esbarrar-me contra eles e a ter de sacar da minha eventual simpatia, sorriso mais ou menos rasgado e muitas desculpas. E isto vale para os gordos do metro e para os gordos sociais... a ver se alguma coisa de simpatia lhes derrete a banhinha...