terça-feira, 15 de maio de 2012

Diários de Haia

Interrompemos a emissão para breves impressões da nossa estada. 


Só choveu hoje, não vimos nevar e tem feito sol. Mas frio, muito frio.

No mapa parece tudo próximo, mas fica tudo a mais de meia hora de distância.

Novo conceito: engarrafamento de bicicletas.

Continuo sem perceber se a água dos canais é salgada ou não. E se for, como é que os solos são tão férteis.

Tenho jantado bem. As sandes do almoço são boas.

Turismo científico o tanas. Ainda não vi sequer uma loja aberta e não pus os pés num museu (não necessariamente por esta ordem).

Obviamente que o grupo mais bem-disposto é o dos fumadores.

Confirma-se que a portuguesa é louca.

A holandesa é uma graxista do pior.

A sérvia que vive em Praga é uma peidorrenta do pior. E o problema não é a poluição sonora.

Novak afinal é nome de homem.

A outra sérvia não janta depois das sete da tarde.

A francesa e a suiça rivalizam mais que um português e um espanhol.

A eslovaca tem feito jogging diariamente, mas o seu jantar tem sido uma tablete de chocolate de quilo.

Assim que pudermos, retomaremos a emissão.

1 comentário:

bee disse...

fiquei fã da eslovaca!...