terça-feira, 29 de janeiro de 2013

O mundo seria um lugar tão mais feliz

se, já que não conseguis ser vós próprias, em vez de tentardes ser a Carrie Bradshaw, tentásseis ser a Samantha Jones. Seríeis tão mais felizes... e nós também.


9 comentários:

A elasticidade do tempo disse...

Incomensuravelmente mais felizes. :)

hierra disse...

eh eh eh ! Pois, eu entendo!Eu tento ser eu própria, mas se não o conseguisse, não queria ser a tipa que anda a levar pontapés de um homem durante uma decada e depois, após ele a ter abandonado no altar, ainda casa com ele. Nem nos meus piores momentos, finjo ser a Carrie! A Samantha tb n tem muito a ver cmg mas percebo o ponto de vista!!!!!

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Oh yeahhh

Namorado disse...

Gosto tanto!

Alexandra disse...

Gosto da advogada. Não puxando a brasa à minha sardinha mas parece a única interessante (Ou normal).

Samantha nunca. Carrie muito menos.

Pipoca Mais Picante disse...

Não, essa não que teve um cancro.

godblessyouall disse...

E consequentemente se vestiriam melhor, é fato.

Pólo Norte disse...

I <3 you!

Pedro disse...

Pipoca mais picante: uma coisa é que são, outra coisa o que lhes acontece na vida. E verdade seja dita, ao cancro ninguém está imune. E a Samantha teve a sorte de, além de um grupo de amigas que a apoiou, um namorado que esteve sempre presente (e se não esteve mais, foi porque ela não quis).
Já as atitudes parvas da Carrie, que a hierra tão bem descreveu, são por culpa dela