quarta-feira, 5 de março de 2014

Deo gratias (ou momento Lili)

Por muito más que as coisas corram, seja connosco ou com quem nos é próximo, há sempre qualquer coisa na nossa vida que corre sempre bem, para que haja um equilíbrio. Se não houver, é tratar de o arranjar, mais não seja mudar a nossa visão acerca da nossa vida e do que nos rodeia.


2 comentários:

Namorado P.S. disse...

Verdade Pedrinho.

Anónimo disse...

Por muito MAL que corram as coisas.

Português, ai o português!